Se está a ler este texto é porque o conceito “família”, ascendente e descendente, é importante para si. Acredite que não está só. De acordo com um estudo realizado pela Associação Cristã de Empresários e Gestores (ACEGE),com uma amostra de 400 pessoas entre os 20 e 40 anos, a família é considerada como uma das três principais preocupações dos jovens adultos desta faixa etária, a par da saúde e da situação económica

POR BERNARDO VASCONCELOS

Atendendo a esta grande preocupação e ao período que antecede as eleições legislativas, a ACEGEnexT, (núcleo da ACEGE para jovens entre os 20 e os 40 anos) organizará, no próximo sábado, dia 14 de Setembro 2019, o evento “POR UMA ESCOLHA MAIS FAMILIAR”. O objetivo deste evento é alertar a geração NexT para um voto consciente, fomentando o interesse político e o pensamento crítico.

Será um debate independente e aberto, no qual iremos analisar as medidas propostas nos programas eleitorais de vários partidos políticos no âmbito da problemática “Conciliação Família e Trabalho”. Pretendemos informar e esclarecer, mas também apontar medidas concretas que a geração NexT sente como urgentes e apresentar alguns casos de sucesso já implementados pelas empresas em Portugal.

Se considerarmos que “as famílias constituem o primeiro lugar onde nos formamos como pessoas e, ao mesmo tempo, são os ‘tijolos’ para a construção da sociedade” (Papa Francisco, Homilia na celebração do matrimónio de 20 casais na Basílica de São Pedro, em 14 de Setembro de 2014), percebemos a importância de olhar a família como principal agente de transformação da sociedade. Ao proteger a família, estamos a orientar o mundo em que vivemos para um local socialmente mais acolhedor e economicamente mais sustentável.

Para que o reconhecimento do valor da família seja uma realidade, torna-se necessário centrar as medidas governamentais na proteção da família. Quando observamos, no nosso estudo, que mais de 60% dos respondentes afirmam que as condições laborais, no que respeita à conciliação família-trabalho, justiça salarial e número de horas de trabalho fora de casa, estão piores relativamente à geração anterior, acreditamos que há caminho para melhorar.

Ao aprofundarmos o tema família descendente, vemos que é alarmante o problema demográfico e social que estamos a criar: 2/3 dos inquiridos não têm filhos e cerca de 1/3 refere que “não tem mais filhos por razões económicas e de trabalho”. Se dificultamos a decisão de um homem e de uma mulher terem e criarem os seus filhos, estaremos a bloquear a possibilidade de construirmos o futuro. É importante realçar que mais filhos não é sinónimo de mais poluição, desgoverno ou crises, mas sim de garantir a continuidade de uma humanidade com mais valores e sustentável: “deixemos um mundo com famílias. É o melhor legado” (Papa Francisco, discurso no encontro com as famílias em Cuba, em 22 de Setembro de 2015).

Atualmente, dedicamos a maior parte do nosso tempo ao trabalho fora de casa (de acordo co, o estudo em causa, mais de 43% dos inquiridos afirmam trabalhar mais do que 40 horas semanais), sendo por isso necessário criar condições para uma conciliação vida-trabalho mais saudável, que permita aumentar o número de famílias funcionais. De que nos vale termos boas taxas de emprego se não as associarmos a uma boa proteção das famílias? Estaremos nós mais preocupados em criar apenas um país profissionalmente eficaz ou também um país familiarmente responsável?

De acordo com o trabalho que a ACEGEnexT tem vindo a desenvolver, definimos cinco temas importantes para reconciliar a família com o trabalho, os quais serão aprofundados no evento “POR UMA ESCOLHA MAIS FAMILIAR” no próximo sábado, dia 14: 1) licenças parentais; 2) horários de trabalho; 3) fiscalidade; 4) infraestruturas; 5) igualdade de oportunidades. Assim, conseguiremos abordar as várias vertentes que contribuem para a construção de uma sociedade mais equilibrada.

Cuidemos da família.

 

Evento: POR UMA ESCOLHA MAIS FAMILIAR

Data: dia 14 Setembro, às 10h

Local: CUPAV, Centro Universitário Padre António Vieira

Saiba mais em www.acegenext.newpage.pt

Bernardo Vasconcelos