Ética e integridade, criação de valor através de uma rede global de conhecimento, respeito pelo indivíduo e pela diversidade no trabalho, capacidade para atrair e desenvolver talentos e preocupação em deixar um legado sustentável às futuras gerações. É com uma forte cultura empresarial baseada nestes seis valores corporativos que a Accenture Portugal assinala um quarto de século de actuação em prol da modernização do país. Em entrevista ao VER, o seu presidente, José Galamba de Oliveira, alinha o sucesso da consultora com a sua capacidade “para enfrentar de forma diferenciadora e inovadora um mercado em constante transformação”
POR GABRIELA COSTA

A Accenture celebra este ano 25 anos de actuação em Portugal, dedicados ao desenvolvimento de novos modelos e estratégias de negócio, bem como à identificação de novas tendências. Hoje contam com quase 1300 colaboradores, dois escritórios e três centros de excelência no País. Que balanço faz destes 25 anos e de que forma o vosso compromisso com a sustentabilidade tem vindo a criar mais valor para a empresa e para os seus stakeholders?

Há 25 anos, iniciámos a nossa aventura em Portugal, sempre com o compromisso de melhorar a forma como as pessoas vivem e trabalham. Ao longo deste tempo, milhares de colaboradores, clientes, parceiros e instituições ajudaram a Accenture a transformar e modernizar Portugal, criando valor para o país, e é a eles que devemos hoje agradecer.

O modo responsável como entendemos o negócio e promovemos o desenvolvimento sustentável na sociedade faz parte do nosso ADN. Esta forma de entender o negócio encontra-se incorporada no nosso modelo de gestão responsável, baseado na procura contínua do equilíbrio económico, social e ambiental.

O objectivo consiste em promover a criação de valor para as partes interessadas e preservar a herança que irá pertencer às gerações futuras. Ou seja, a responsabilidade corporativa na Accenture encontra-se completamente alinhada com os objectivos corporativos, oportunidades e desafios do seu sector. Além disso, permite-nos enfrentar de forma diferenciadora e inovadora um mercado em constante transformação.

[pull_quote_left]O modo responsável como entendemos o negócio e o desenvolvimento sustentável da sociedade faz parte do nosso ADN[/pull_quote_left]

Uma organização global como a Accenture confere grande importância a questões relacionadas com a ética profissional, corporate governance e a transparência das suas operações. De modo a salvaguardar todos estes aspectos, existe o Código de Ética Empresarial – um conjunto de regras e procedimentos a adoptar por todos os nossos colaboradores. A elaboração deste manual resulta do esforço e trabalho de várias pessoas, provenientes de múltiplas geografias e funções dentro da Accenture, de modo a melhor incorporar as necessidades e os requisitos legais dos vários países onde a organização está presente.

Por outro lado, se os valores morais definem o carácter dos indivíduos, também os valores corporativos definem a personalidade e a cultura de uma empresa. É o enfoque nestes valores fundamentais que tem permitido à Accenture estabelecer relações profissionais baseadas no respeito e na confiança mútua.

Estes 25 anos permitiram-nos ser hoje uma das empresas líderes do nosso sector em Portugal, com uma forte cultura empresarial baseada em valores que consideramos irrefutáveis, e que vivemos intensamente no nosso dia-a-dia: a ética e a integridade, a constante criação de valor para os clientes, utilizando todas as nossas capacidades e toda a nossa rede global de conhecimento, o respeito pelo indivíduo, valorizando a diversidade e criando um ambiente de trabalho estimulante, a capacidade para atrair e desenvolver os melhores recursos e, por último, a preocupação em deixar um legado sustentável às futuras gerações.

De que forma é que esses valores e o vosso Código de Ética impactam o dia-a-dia dos colaboradores da Accenture?

Estes seis valores corporativos definem a nossa cultura de forma profunda. Reforçam a estratégia sustentável de uma organização que valoriza não só a concretização dos objectivos de negócio, como também a forma como são alcançados. A aplicação destes princípios fomenta relações de trabalho baseadas na confiança, guia o comportamento e orienta a tomada de decisões.

[pull_quote_right]O bem mais valioso da Accenture são os seus colaboradores[/pull_quote_right]

O Código de Ética Empresarial da Accenture, que promove os valores corporativos e incentiva a cultura de cumprimento das normas, bem como a tomada de decisões de forma ética e responsável, é a base do nosso modelo de actuação.

Uma das provas do compromisso da Accenture com o cumprimento dos mais elevados padrões éticos é a existência do Comité de Ética & Compliance. De entre as suas responsabilidades, destacam-se o acompanhamento da correcta implementação e cumprimento das políticas de ética da organização e a colaboração com as diferentes unidades locais e globais na resolução dos casos de conflito interno.

Nos últimos cinco anos motivaram os vossos colaboradores a dedicarem cerca de 15 mil horas de trabalho pro bono e mais de 4500 horas em acções de voluntariado. De que forma é que os colaboradores são envolvidos nas iniciativas da consultora?

Na Accenture Portugal, existe um Comité de Responsabilidade Corporativa, composto por oito membros da equipa executiva e presidido por mim próprio, enquanto Presidente do Conselho de Administração. Este comité define o plano de actividades em quatro áreas essenciais: Desenvolvimento de projectos pro bono; Iniciativas de voluntariado; apoios monetários e ajuda em bens de primeira necessidade; e actividades de cidadania empresarial de âmbito global.

A Accenture encoraja os colaboradores a oferecer o seu tempo e competências de uma forma descomprometida, em regime de voluntariado, contribuindo para o bem-estar das comunidades em que actua. Estas 4500 horas de trabalho voluntário, que são suportadas a 100% pela empresa, foram doadas pelos nossos colaboradores às acções promovidas pela Accenture nesse âmbito.

Para além das campanhas de voluntariado, a Accenture desenvolve projectos pro bono em benefício de ONG nas áreas de consultoria de gestão e de tecnologia, envolvendo nestes projectos os seus colaboradores, desde o desenvolvimento de propostas até à implementação de soluções, exactamente como se de um cliente se tratasse.

[pull_quote_left]Tomamos como missão a aposta no mercado, que não seria possível sem a integração e investimento em recém-licenciados[/pull_quote_left]

Com o objectivo de garantirmos um crescimento integrado e responsável, oferecendo um contributo positivo junto das comunidades, procuramos alinhar sempre as nossas iniciativas de responsabilidade corporativa com a estratégia global Skills to Succeed, que tem como objectivo ajudar a capacitar, até 2020, mais de três milhões de pessoas com as competências necessárias para arranjar um emprego ou criar o seu próprio negócio.

Portugal tem vindo a contribuir para o objectivo global da Firma, associando-se a ONG locais, como é o caso da Junior Achievement Portugal. Esta associação dá formação a crianças e jovens para os ajudar a vencer e a terem sucesso na economia global através da educação e consciencialização nas áreas de cidadania e ética, desenvolvimento de carreiras, empreendedorismo e literacia financeira.

O compromisso da Accenture estende-se ainda a outros stakeholders, como parceiros e fornecedores, exercendo a sua influência na promoção da integração de boas práticas do ponto de vista ético, social e ambiental, e estabelecendo elevados padrões de selecção e normas de conduta que regem a relação cliente/fornecedor de acordo com a estratégia de responsabilidade corporativa da Accenture.

A aposta nas pessoas e na gestão do seu talento e a vossa missão enquanto empresa-escola são, desde sempre, duas das grandes bandeiras da consultora. O compromisso da Accenture de “melhorar a forma como as pessoas vivem e trabalham” começa sempre dentro da empresa, ao garantirem o crescimento profissional e a especialização dos vossos colaboradores, em ambientes dinâmicos e colaborativos? Que relevância tem, no âmbito dos valores da consultora, a integração de milhares de recém-licenciados no mercado de trabalho?

O bem mais valioso da Accenture são os seus colaboradores. É importante valorizá-los e estimulá-los para que queiram dar sempre mais e para que sintam que os projectos e metas da Accenture também são deles. Por outro lado, cabe-nos a nós incutirmos um espírito de inovação nas nossas equipas, para que continuemos a entregar as melhores soluções e serviços aos nossos clientes e a apresentarmo-nos como uma empresa de referência.

O mundo de hoje não é igual ao de ontem. Da mesma forma que os colaboradores formados hoje não são iguais aos de ontem. O investimento em novas carreiras faz parte de nós, porque tomamos como missão a aposta no mercado, que não seria possível sem a integração e investimento em recém-licenciados.

Ao longo dos últimos 25 anos ajudámos a lançar milhares de recém-licenciados na vida profissional e a formar cerca de quatro mil quadros de grande valor. Actualmente, muitos deles ocupam posições de destaque nas principais organizações do país, facto de que muito nos orgulhamos.

O trabalho desenvolvido pela Accenture Portugal tem sido reconhecido através de projectos internacionais com recursos portugueses nos cinco continentes, e através da rede global de centros de excelência da consultora no país. Que relevância tem para o vosso crescimento futuro o facto de serem hoje uma das cinquenta marcas mais valiosas do mundo e, consequentemente, uma das empresas mais desejadas para trabalhar em Portugal?

A marca Accenture é mais que um nome e uma empresa. É uma promessa, e representa a personalidade da firma e os valores partilhados por cada um dos nossos colaboradores. Desde as mensagens que transmitimos, passando pela concepção dos nossos anúncios corporativos até à forma como trabalhamos no dia-a-dia, todas as acções ajudam a formar a percepção que os públicos-alvo têm da marca Accenture: uma marca sólida, líder e de prestígio.

[pull_quote_right]A Accenture ocupa o 44º lugar no ranking “100 marcas mais valiosas do mundo de 2014[/pull_quote_right]

A Accenture ocupa o 44º lugar no ranking “100 marcas mais valiosas do mundo de 2014”, elaborado pela Interbrand. Concorrendo directamente com os gigantes do grande consumo e organizações mundiais centenárias, a maior parte delas com negócios B2C, a Accenture é a única empresa global de consultoria neste ranking, com uma avaliação estimada de 9882 milhões de dólares.

A Accenture tem uma sólida experiência em consultoria de gestão, tecnologia e outsourcing, que permite ajudar as organizações a alcançar um alto desempenho e a criar valor sustentável para os seus clientes e accionistas. O reconhecimento dessa experiência permite que todos aqueles que confiam em nós nos ajudem a crescer. É óptimo ver o nosso trabalho reconhecido, não apenas nas nossas áreas de actuação, mas também em termos de recursos humanos. O que nos faz crescer é todo o conjunto, e não apenas uma parte.

Para assinalar estes 25 anos, vão organizar ao longo do ano um conjunto de iniciativas para os vossos stakeholders. Que eventos destaca, no âmbito de toda a campanha que visa agradecer a confiança depositada na Accenture?

Para celebrar esta data, estamos a organizar diversas iniciativas internas e externas, a realizar no decurso deste ano, que visam agradecer a confiança depositada por todos os nossos stakeholders ao longo deste quarto de século de história. Estas actividades vão desde campanhas dirigidas a clientes, a acções de celebração interna para colaboradores, até à participação em actividades desportivas, como uma mini-maratona solidária.

Foi desenvolvido um microsite dedicado à campanha e que irá disponibilizar ao longo do ano diversos conteúdos e mais informação sobre as iniciativas planeadas.

Gabriela Costa

Jornalista