Uma das mais prestigiadas e caras instituições de ensino do mundo, o MIT, foi pioneira na oferta de conteúdos pedagógicos online, gratuitos e acessíveis para todos. Dez anos passados, mais um passo para a eliminação de barreiras na educação foi dado: a partir da próxima Primavera e com a iniciativa MITx, a instituição oferecerá cursos gratuitos e interactivos, certificados para os alunos com bom aproveitamento
POR HELENA OLIVEIRA

.
.
© DR
.

Uma década passada sobre a introdução do OpenCourseWare (OCW), a plataforma online de educação que já foi utilizada por mais de 100 milhões de estudantes em todo o mundo e que contém material de aprendizagem para cerca de 2100 disciplinas, o Massachusetts Institute of Technology (MIT) volta a dar um passo de gigante na disponibilização de educação online gratuita. Chama-se MITx, pretende oferecer cursos online gratuitos a qualquer estudante do mundo e, para os alunos que tiverem aproveitamento nestes cursos à distância, ser-lhes-á passado um certificado, obviamente sem o valor de um diploma da famosa instituição, mas com valor mais do que suficiente para constar em qualquer currículo e servir para uma excelente e sólida aquisição de conhecimentos.

O protótipo desta universidade virtual será apresentado na próxima Primavera, começará apenas com um curso, mas a ideia é que vários se sigam de forma gradual mas consistente. O OCW continuará a existir, mas o MITx será um espaço muito mais interactivo fornecendo, de acordo com um comunicado do próprio MIT, uma experiência de sala de aula virtual muito mais enriquecedora, o acesso a laboratórios online, a discussões estudante a estudante, cumprindo, desta forma, um dos grandes objectivos do famoso instituto: que o MIT seja o anfitrião por excelência da maior comunidade virtual de estudantes do mundo. Esta nova iniciativa é similar a uma outra desenvolvida pela Stanford University que, desde o Outono passado, abriu igualmente, e de forma gratuita, três cursos em sistema aberto. Todavia, os cursos de Stanford não são certificados.

O anúncio antecipado do MITx visa, de acordo com os seus responsáveis, continuar a chamar a atenção não só das diversas escolas e faculdades que constituem o próprio MIT, como outras universidades interessadas na educação online e na exploração de formas que permitam oferecer conteúdos online de qualidade. Adicionalmente, o MIT deseja igualmente construir uma plataforma adaptável e gratuita que possa ser utilizada por qualquer escola e que induza as mesmas a levarem a cabo as suas próprias iniciativas. Com a experiência já acumulada ao longo dos últimos 10 anos, as tecnologias já utilizadas pelo MIT incluem tutores e laboratórios online, a par de transcrições automáticas e outras iniciativas, que podem ser “aproveitadas” por outras instituições de ensino e fazer da aprendizagem gratuita uma realidade verdadeiramente global.

A plataforma organiza e apresenta materiais para os cursos em causa que permitem aos estudantes aprender de acordo com o seu próprio ritmo. É assegurada uma significativa interactividade, a possibilidade de os alunos utilizarem laboratórios online, fóruns de discussão, entre outras ferramentas. É igualmente garantida uma avaliação pessoal do trabalho de qualquer estudante, o que permitirá a demonstração do domínio das matérias estudadas e, em situações de aproveitamento, um certificado de conclusão outorgado pelo MITx.

O MIT espera que a sua plataforma de aprendizagem possa melhorar igualmente a experiência educacional dos alunos do seu próprio campus, através da oferta de ferramentas online que complementam e enriquecem as suas experiências na sala de aula e nos laboratórios físicos. O grande objectivo do MITx é transformar-se numa comunidade virtual de milhões de alunos em todo o mundo.

Para a presidente do MIT, Susan Hockfield, “há muito que o MIT acredita que qualquer pessoa, em qualquer lugar no mundo, com a motivação e capacidade necessárias para melhorar a sua experiência académica, deve ter a oportunidade de adquirir a melhor experiência educacional possível permitida pelas tecnologias de Internet”.

A presidente acrescenta ainda que esta é, sem dúvida, “uma iniciativa transformadora não só para o MIT, como para a aprendizagem online global”. Susan Hockfield recorda ainda que no campus residencial, o coração do MIT, os estudantes e os professores estão já a integrar o ensino tradicional com a aprendizagem online, mas que a iniciativa MITx irá acelerar, de forma relevante, este esforço. Por outro lado, irá injectar nova energia no objectivo há muito iniciado de fornecer educação a milhões de estudantes em todo o mundo. “Mais ainda e ao oferecer uma plataforma tecnológica em open source a outras instituições académicas, acreditamos que professores e alunos, de todo o planeta, reúnam esforços para criar novas oportunidades de aprendizagem que possam quebrar as barreiras à educação em qualquer lado”, acrescenta ainda a presidente.

.
.
© DR
.

Tudo o que quis saber sobre o MITx e não teve paciência para procurar
Dado que esta nova oferta online só chegará a um ecrã perto de si na próxima Primavera, o VER poupa-lhe o trabalho e responde aqui às perguntas mais frequentes sobre a possibilidade de se tornar um estudante do MIT, sem ter necessidade de pagar os milhares de dólares exigidos aos alunos que estudam no campus de uma das mais prestigiadas universidade do mundo. Se o que verdadeiramente lhe interessa é aprender e aplicar esse conhecimento, sem necessidade de emoldurar um diploma na parede, então este artigo é mesmo para si.

Por que motivo está o MIT a lançar esta iniciativa?
Melhorar o acesso à educação, através do desenvolvimento do MITx, não só no campus do Instituto, como no mundo inteiro, é o objectivo desta iniciativa. No campus, o MITx será associado a uma iniciativa de pesquisa alargada sobre como ensinar e aprender online. O projecto MITx tem duas grandes ambições: oferecer o ensino produzido no MIT a qualquer estudante de qualquer parte do mundo, permitindo em simultâneo uma certificação das matérias apreendidas no curso em causa; por outro lado, a infra-estrutura de software em open source será disponibilizada, gratuitamente, a todas as instituições académicas que pretendam utilizá-la.

Quem está a liderar o desenvolvimento do MITx?
Esta iniciativa é liderada pelo director do MIT, L. Rafael Reif.

De que forma é que esta iniciativa irá afectar a educação no próprio campus?
A educação no interior do MIT constitui o centro da comunidade MIT, sendo que um diploma desta instituição é extremamente valorizado. Assim, o MITx servirá também para levar a cabo uma ambiciosa iniciativa de pesquisa relativamente à aprendizagem online, com vista a analisar as formas mediante as quais os estudantes, sejam estes do campus ou de comunidade virtual, conseguem estudar mais eficazmente.

Esta plataforma fornece graus académicos?
Não. O MIT apenas confere graus académicos aos alunos admitidos através de um rigoroso processo de selecção.

E a certificação da frequência online é atribuída pelo próprio MIT?
À medida que a aprendizagem online e as avaliações forem sendo realizadas, os estudantes irão demonstrar o seu domínio nas matérias escolhidas e receber um certificado de conclusão, mas não pelo próprio MIT. Ao invés, o MIT pretende criar um órgão sem fins lucrativos dentro do próprio Instituto que será responsável pela atribuição destes certificados. Este órgão terá um nome distinto para evitar confusões com o próprio MIT.

Quem pode inscrever-se nos cursos fornecidos pelo MITx? Existirá um processo de admissão?
Tal como acontece com o OpenCourseWare, os materiais de aprendizagem contidos no MITx são disponibilizados a qualquer pessoa e de forma gratuita e, no geral, não existe processo de admissão. Todavia, as credenciais só serão garantidas aos estudantes que as “merecerem” através da demonstração do domínio de determinada disciplina.

No MITx, o que será gratuito e o que custará dinheiro?
Todas as aulas e materiais fornecidos através da plataforma são gratuitos. Os que tiverem a motivação e capacidade para demonstrar o domínio dos conteúdos, poderão receber o certificado ou credenciais por um montante modesto.

E quanto custará uma credencial para determinado curso?
O MIT está a determinar a estrutura de pagamento das credenciais para uma disciplina e para um conjunto de disciplinas. A ideia é que o custo de estes certificados seja extremamente acessível.

O MIT continuará comprometido com o OpenCourseWare?
Sim. O OpenCouseWare irá continuar a funcionar como anteriormente, disponibilizando conteúdos curriculares do MIT, de forma gratuita e para todo o mundo. Não existirá qualquer redução no seu nível de oferta.

Como é que o MITx será financiado?
A iniciativa online do MIT será uma actividade sem fins lucrativos, consistente com a missão do MIT, mas que espera gerar receitas a partir de várias fontes de rendimento, incluindo os pequenos fees da certificação. O MIT está a antecipar um interesse substancial por parte de fundações, empresas e indivíduos que estejam disponíveis para apoiar a iniciativa. O MIT irá partilhar as receitas líquidas esperadas com os professores que desenvolvam cursos para a plataforma.

O OpenCourseWare fornece materiais para quase todas as disciplinas existentes no MIT. Irá o MITx oferecer cursos interactivos online à mesma escala?
Não. O MITx começará por oferecer um portefólio de cursos seleccionados, que irá crescer ao longo do tempo. A selecção destes cursos irá igualmente depender dos interesses do corpo de docentes do MIT e dos estudantes online.