No próximo dia 11, e sob a forma de webinars, inicia-se uma campanha de sensibilização e informação que irá envolver um amplo conjunto de organizações – ACEGE, APIFARMA, Caixa Geral de Depósitos, CIP, IAPMEI, Informa D&B e Ordem dos Contabilistas Certificados – e que se prolongará até dia 28 de Janeiro.

O objectivo é relembrar a todos os líderes que, ao atrasarem pagamentos aos seus fornecedores, estão a ampliar a crise e a protelar o crescimento da economia portuguesa
POR CPP

A inexistência de uma cultura nacional de “pagamento no prazo acordado aos fornecedores” constitui um real estrangulamento para o desenvolvimento das empresas e, consequentemente, para o crescimento da economia portuguesa.

Uma realidade muitas vezes esquecida ou menorizada, mas que tem um impacto devastador na economia, sendo visível nas horas perdidas nas cobranças por cada empresa, nos custos financeiros associados, no número de falências que origina, no desemprego que cria e na concorrência desleal que provoca.

Uma “ferida” enraizada no nosso tecido económico, que afecta todos os agentes e que, para ser ultrapassada, implica uma resposta, firme e corajosa, de cada organização, da comunidade empresarial e do poder local e nacional.

Foi este o desafio que a ACEGE, a CIP e o IAPMEI aceitaram unindo-se num amplo programa de sensibilização para a necessidade de criar uma nova cultura de pagamentos e um ecossistema económico mais previsível, que envolve mais de 1.200 organizações num amplo movimento de responsabilidade social efectiva.

Nos próximos meses, com o agravar da crise económica e a maior dificuldade de muitas empresas garantirem o pagamento no prazo acordado, o “Compromisso Pagamento Pontual” tem uma responsabilidade acrescida de relembrar o impacto negativo do atraso dos pagamentos para a economia portuguesa e encontrar formas de convocar todos aqueles que possam (empresas, organizações e Estado) a cumprirem as suas obrigações com a certeza que ao pagar a horas estão a promover o crescimento da economia e de Portugal.

Nesse sentido será realizado um conjunto de iniciativas, no qual se insere um Ciclo de Debates, cuja participação é gratuita embora sujeita a inscrição prévia aqui, e que abordará os seguintes temas:

11 novembroO impacto dos pagamentos atrasados na economia

  • Rodrigo Faria – InformaD&B
  • Pedro Capucho – CIP
  • Nuno Gonçalves – IAPMEI
  • Pedro Freitas – APIFARMA

24 outubro – Instrumentos financeiros para receber a horas 

8 Dezembro – Desenvolvimento local e o pagamento pontual

12 janeiro – O papel dos Contabilistas Certificados na promoção dos pagamentos pontuais

28 janeiro – Sessão de entrega dos diplomas às empresas aderentes 2021

Participe e faça parte deste movimento que quer ajudar a cumprir os prazos de pagamento e assim a ajudar as empresas portuguesas a sobreviverem nesta crise.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here