A ideia da maximização do lucro está fundamentalmente errada (I)

0
É crucial reinventar a empresa em torno de três noções: propósito, credibilidade e cultura

A “carta” emotiva de Francisco aos jovens

0
No seguimento do Sínodo 2018 – “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”, o Papa divulgou, a 2 de Abril último, a Exortação Apostólica “Cristo Vive”, particularmente...

À procura da anatomia da esperança

0
Há quem diga que é a última a morrer, mas também que quem dela vive, morre de fome. Mas o que é a esperança?...

A sociedade dos impacientes

Aquilo que outrora era considerado como uma virtude, transformou-se num mero anacronismo. Esperar por alguma coisa na sociedade da gratificação instantânea aumenta os nossos...

“Quando encontramos o nosso propósito, estamos salvos”

Quem o afirma é o actual CEO da Sogrape, a famosa empresa de vinhos presente em mais de 120 países. Através de uma história...

Cidadãos europeus admitem “travar” progresso tecnológico…

0
… se tal servir para limitar a automação dos postos de trabalho. Esta é uma de várias conclusões surpreendentemente pessimistas reveladas por um inquérito...

Que web (não) queremos, 30 anos depois?

0
Assinalou-se, a 12 de Março último, 30 anos passados sobre a entrega do documento em que Tim Berners-Lee propunha um sistema de gestão de...

Sete regras morais (supostamente) partilhadas pela Humanidade

0
Ajudar a família. Ajudar o grupo. Retribuir favores. Ser corajoso. Ter respeito pelos superiores. Dividir os recursos de forma justa. Respeitar a propriedade dos...

A felicidade encontra-se, geralmente, na estrada menos caminhada

0
Há muito tempo que nos habituámos a seguir um ideal de sucesso que exige que sejamos iguais aos outros, só que melhores. Esta fórmula,...

Mulheres ganham “um bocadinho” mais de direitos

De acordo com um estudo elaborado pelo Banco Mundial e que analisou 131 economias de acordo com oito grandes indicadores, as mulheres estão a...

COM O APOIO DE:

Parceiro Gulbenkian

Os 50 anos da Doutrina de Friedman e o propósito em...

0
Apesar das críticas ao ensaio de Friedman, há uma verdade inconveniente que continua a persistir para todos os que procuram uma versão mais “suave” do capitalismo: a de que se uma empresa não está a obter lucros para os accionistas, é muito difícil cuidar dos seus outros constituintes