Empresas menos opacas precisam-se

0
Foram 105 as multinacionais escrutinadas pela rede global anticorrupção Transparency International e os resultados são desanimadores, mesmo com o registo de algumas melhorias face...

Secretaria de Estado para a 3ª Idade precisa-se

0
Quem o diz é Manuel Villaverde Cabral, do alto dos seus 70 activos anos, a propósito das políticas, ou da sua ausência, de envelhecimento....

“Não se pode lutar sozinho contra a corrupção”

0
Esta foi a principal conclusão de um seminário, realizado na AESE, sobre corrupção e gestão danosa, e que juntou especialistas de várias áreas, desde...

Estes países não são para mulheres

A situação das mulheres nos países que compõem o G20 foi objecto de estudo da Thomson Reuters Foundation. E, em pleno século XXI, há...

A viagem de Aung San Suu Kyi

0
Foram precisos 21 anos para que Suu Kyi, finalmente livre da prisão domiciliária a que esteve sujeita no seu país, proferisse finalmente o discurso...

O mundo do salve-se quem puder

De acordo com Ian Bremmer, especialista em ciência política e presidente da reconhecida consultora Eurasia Group, “pela primeira vez em 70 anos, vivemos sem...

Cooperação e saber amar o inimigo

0
Foi o primeiro tema a ser objecto de reflexão no 2º dia do Congresso de gestores e empresários cristãos. Para definir o valor, em...

Não pendurar os valores juntamente com o casaco

0
O que têm em comum uma country manager de uma multinacional, um administrador de um grupo de grandes dimensões e um director de jornal?...

“Devem-se tocar os sinos contra uma política anti-natalista”

0
Em 2011, Portugal teve um novo mínimo histórico de nascimentos, pouco menos de 97 mil, quando deveria ter cerca de 160 mil para haver...

(Não são apenas) Coisas de miúdos

Filmado para alertar para a crescente problemática do bullying, o documentário The Bully Project, que estreou recentemente nos Estados Unidos, ficou famoso por razões...

COM O APOIO DE:

Parceiro Gulbenkian

“Fadiga pandémica” está a contagiar europeus

0
Estima-se que, pelo menos na Europa, cerca de metade da população esteja a padecer de "cansaço pandémico", o que se traduz igualmente na procura de menos informação sobre o vírus, menor preocupação com os riscos e menos disponibilidade para atentar aos comportamentos recomendados