Um olhar sobre Portugal e a Europa à luz da doutrina social da Igreja

Conferência Episcopal Portuguesa divulga Carta Pastoral que reflecte sobre os principais desafios com que os portugueses se deparam à luz da DSI

A razão de ser da empresa na era do capitalismo defeituoso (II)

É urgente um novo modelo de empresa para o século XXI, o qual se afaste da preocupação com o lucro e se aproxime da promoção dos propósitos corporativos

A ideia da maximização do lucro está fundamentalmente errada (I)

É crucial reinventar a empresa em torno de três noções: propósito, credibilidade e cultura

A “carta” emotiva de Francisco aos jovens

No seguimento do Sínodo 2018 – “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”, o Papa divulgou, a 2 de Abril último, a Exortação Apostólica “Cristo Vive”, particularmente...

À procura da anatomia da esperança

Há quem diga que é a última a morrer, mas também que quem dela vive, morre de fome. Mas o que é a esperança?...

A sociedade dos impacientes

Aquilo que outrora era considerado como uma virtude, transformou-se num mero anacronismo. Esperar por alguma coisa na sociedade da gratificação instantânea aumenta os nossos...

“Quando encontramos o nosso propósito, estamos salvos”

Quem o afirma é o actual CEO da Sogrape, a famosa empresa de vinhos presente em mais de 120 países. Através de uma história...

Cidadãos europeus admitem “travar” progresso tecnológico…

… se tal servir para limitar a automação dos postos de trabalho. Esta é uma de várias conclusões surpreendentemente pessimistas reveladas por um inquérito...

Que web (não) queremos, 30 anos depois?

Assinalou-se, a 12 de Março último, 30 anos passados sobre a entrega do documento em que Tim Berners-Lee propunha um sistema de gestão de...

Sete regras morais (supostamente) partilhadas pela Humanidade

Ajudar a família. Ajudar o grupo. Retribuir favores. Ser corajoso. Ter respeito pelos superiores. Dividir os recursos de forma justa. Respeitar a propriedade dos...

COM O APOIO DE:

Parceiro Gulbenkian

Maças podres, cultura e factores situacionais: o porquê e o como...

Não existe nenhuma receita mágica para erradicar os lapsos éticos, mas através de uma melhor percepção do que influencia a tomada de decisão e o comportamento das pessoas, as empresas poderão agir com base em melhores evidências para os combater