Um novo confinamento. E agora?

0
“Existe no mundo toda a capacidade necessária para superar mais este momento e, inclusive, para o tornar único e transformador. Mas serão a ética e o caráter que determinarão o sucesso desta nova jornada”

Capitalismo inclusivo com a bênção do Papa

0
"É urgentemente necessário um sistema económico que seja justo, digno de confiança e capaz de enfrentar os desafios mais profundos que a humanidade e o nosso planeta enfrentam”.

A ECONOMIA + A EMPATIA + O BEM

0
Acredito que a realidade é moldável pelas nossas ações. Ninguém me convence que a manutenção das desigualdades indignas é condição de competitividade. Também não...

D. José Ornelas: “Se a fome é de todos, também o pão tem de...

0
“Uma sociedade moderna não se pode dar ao luxo de ter grupos de miséria no seu contexto” e tendo em conta a noção do barco onde estamos “ou nos salvamos todos ou o barco vai ao fundo”

Onde está o teu irmão? Reagir à indiferença com um novo sonho de fraternidade

0
Sair de si para encontrar e se encontrar com os outros, os outros apreciados por aquilo que são, é por aqui o caminho de conversão e de reforma de vida, de estilo de vida, não só pessoal, mas também dos grupos e das instituições

Na vida profissional, quem é o nosso “vizinho”?

0
O que Francisco nos convida a fazer é olhar para a justiça a partir da perspetiva da dignidade daqueles que estão à beira da estrada e restaurar essa mesma dignidade com critérios de compaixão

Fratelli Tutti: uma aspiração mundial à fraternidade e à amizade social

0
O Papa retoma o apelo para que, em nome da fraternidade humana, o diálogo seja adoptado como caminho, a cooperação comum como conduta e o conhecimento mútuo como método e norma

“Não vamos ter um novo normal, mas um novo diferente”, diz o presidente do...

0
“O grande desafio é passarmos de vendedores a servidores”

“A globalização abeirou-nos como vizinhança, ainda que não fraternalmente”, afirma o Cardeal Turkson

0
“Uma sociedade que deseja e pretende permanecer ao serviço do ser humano a todos os níveis é uma sociedade que tem o bem comum, o bem de todas as pessoas como o objectivo principal”

Como manter o propósito quando o objectivo principal passou a ser a sobrevivência?

0
Convém não esquecer que, nesta crise, as necessidades dos stakeholders tornam-se ainda mais prementes e que a oportunidade de as empresas deixarem uma marca indelével assente no apoio humano, na empatia e no propósito é maior do que alguma vez foi

COM O APOIO DE:

Parceiro Gulbenkian

O mundo VUCA está obsoleto. Para o caos, nasceu um novo...

0
“Os métodos que temos desenvolvido ao longo dos anos para reconhecer e responder às perturbações comuns parecem cada vez mais dolorosamente inadequados quando o mundo parece estar a desmoronar-se. E é difícil ver o quadro geral quando tudo insiste em colorir fora das linhas”

Privacy Preference Center

Necessary

Este site usa cookies para fornecer uma melhor experiência de navegação.

Cookies essenciais. Podemos usar cookies essenciais para autenticar usuários e impedir o uso fraudulento de contas de utilizadores.