Vida digital: o direito de esquecer e de ser esquecido

No mundo digital em que vivemos, tudo é minuciosamente documentado, etiquetado, partilhado e qualquer coisa, a qualquer momento, pode emergir no presente, mesmo que, e supostamente, devesse ter ficado no passado.

Como as tecnologias alteram as nossas emoções

“A tecnologia, por si só, não determina os sentimentos, mas a cultura alargada, da qual a mesma faz parte, decerto que os molda”, afirmam os autores de Bored, Lonely, Angry, Stupid

A tecnologia é apenas parte da história da transformação digital

Numa estratégia digital, o desafio mais premente poderá ser a alteração da cultura da organização para que esta seja mais adaptável à mudança

Os avanços tecnológicos e o bem comum

Rolando Medeiros, presidente da UNIAPAC, escreve sobre a crucial importância de dotar as novas tecnologias de ética e analisa a sua relação com os três pilares do bem comum

Martin Ford: “a criação de emprego é cada vez menor e a culpa é...

Martin Ford, especialista em IA, acredita que o mundo laboral sofrerá uma disrupção sem precedentes

“Há que equipar os agentes artificiais com capacidade moral”

Luís Moniz Pereira, especialista em IA, partilha a sua visão sobre a introdução de conceitos éticos e morais nas máquinas

OCDE e o princípio dos Princípios para a IA

A OCDE lançou um conjunto de princípios que visam assegurar que a IA seja apenas utilizada para fins benéficos

Quem decide? Nós ou os algoritmos?

Quando opta por ver uma série no Netflix, comprar um livro na Amazon, ir ao restaurante X ou ouvir uma nova música no Spotify,...

Inteligência Artificial pode ser força para o bem

Os mais recentes avanços na inteligência artificial oferecem múltiplos benefícios às organizações “orientadas por uma missão” e poderão revolucionar o seu trabalho. Todavia, a...

Cidadãos europeus admitem “travar” progresso tecnológico…

… se tal servir para limitar a automação dos postos de trabalho. Esta é uma de várias conclusões surpreendentemente pessimistas reveladas por um inquérito...

Competitividade global: como recuperar a década perdida

O Relatório de Competitividade Global coloca Portugal na 34ª posição em 141 economias avaliadas e alerta para a necessidade de se recuperar o crescimento estagnado ao longo da última década tendo em conta factores de inclusão e sustentabilidade

Rede Sociais

4,061FansCurti