2011: o ano do pânico e do humanismo

0
O ano de 2011 será o ano dos pânicos e dos desesperos. Mas é preciso ter calma. Existirão ajustamentos necessários, a par de hipocrisias...

FMI ensaia mudança de pele em seis actos

0
Os “austeristas” convenceram muita gente de que, depois do despesismo do disparo da dívida pública, como resposta ao impacto da crise financeira e económica...

A segunda “potência mundial”

0
O crescimento galopante do desemprego, dos impostos indirectos (como o IVA) e do consumo do Estado. Uma concorrência empresarial “distorcida e uma maior incerteza...

MadeIn Portugal no mundo

Micro ventures de trabalho voluntário para capacitação de desempregados, aldeias eco-sustentáveis para combate ao envelhecimento e à desertificação, um Banco do Trabalhador com ofertas...

“Cantavas? Pois dança agora”

0
Disse a formiga à cigarra, na fábula de La Fontaine: “Cantavas? Pois dança agora”. Portugal tem falta de capacidade para transformar o potencial de...

Multiplicar o presente pelo futuro

0
Parcerias entre a Comissão Europeia, organizações públicas e privadas, escolas, empresas e fundações. Foi com esta estratégia que o Ano Europeu do Voluntariado atingiu...

A pedalar contra a fome

0
Qualquer pessoa pode contribuir para ajudar a resolver dois problemas crónicos da nossa sociedade: o desnecessário desperdício de comida e a desnecessária fome urbana....

“A memória histórica dos povos é sempre muito limitada”

0
Quem o afirma é Jorge Nascimento Rodrigues, autor do livro “Portugal na Bancarrota: cinco séculos de história da dívida soberana portuguesa”. Em entrevista ao...

Portugueses entre a revolução e o reformismo?

0
Estará o povo português, aquele de brandos costumes, a alterar o seu “estado de alma”? Que tipo de cicatrizes poderá esta crise deixar nos...

Portugal Heritage

0
O que têm em comum o Vinho do Porto, a rolha e outros produtos em Cortiça, a Cutipol,a Topázio, a Vista Alegre, a Joalharia...

Programa Nacional para a Saúde Mental de olhos postos no futuro

“Pela sua natural imaturidade, crianças e jovens são particularmente vulneráveis a fatores de risco em saúde mental, o que os coloca na necessidade dos cuidados e da proteção por parte dos adultos próximos e das estruturas”

Rede Sociais

4,149FansCurti