Um exercício de partilha de valor numa economia convergente

0
O papel do voluntariado no século XXI esteve em debate na Gulbenkian, numa conferência que reuniu empresários e organizações sociais com o director do...

Ser exemplo…

0
Enquanto andamos entretidos com temas de curto prazo (ajuda externa, divida pública, eleições, deficit), alguns colaterais, outros verdadeiramente centrais, porque não fazemos, antes, uma...

“Não há bons modelos que resistam às más pessoas”

0
Esta é uma das principais lições a retirar da leitura do working paper sobre a actual situação financeira, denominado “A Crise Financeira: Aprendemos as...

O que é que eu ando aqui a fazer?

0
Portugal foi abençoado com o património natural sobre o qual tem conseguido construir um património cultural igualmente valorizável. No entanto, nem por isso nos...

Um compromisso pela competitividade

A pontualidade no pagamento a fornecedores contraria o estrangulamento da gestão empresarial e os reconhecidos obstáculos ao crescimento económico – incluindo falências, desemprego e...

Socorro, não conseguimos ser super-pais e super-trabalhadores em simultâneo

0
A vida não está fácil para ninguém, mas dêem graças aqueles que podem continuar a trabalhar sem terem de se preocupar com as aulas à distância dos filhos, com refeições a horas certas para preparar, com miúdos pequenos para entreter, com banhos para dar, histórias para contar e, sobretudo, com o medo de falhar enquanto pais e profissionais

Família não empata trabalho e vice-versa?

1
Os dados são do Instituto Nacional de Estatística e contrariam a percepção que temos face às dificuldades em equilibrar o trabalho e a família:...

“Gostava de ver líderes políticos a defenderem a ideia de liberdade”

0
Para José Manuel Fernandes, encontrar líderes capazes de “dizerem às pessoas que querem mandar menos, e que querem que elas mandem mais” é um...

2011: o ano do pânico e do humanismo

0
O ano de 2011 será o ano dos pânicos e dos desesperos. Mas é preciso ter calma. Existirão ajustamentos necessários, a par de hipocrisias...

“A memória histórica dos povos é sempre muito limitada”

0
Quem o afirma é Jorge Nascimento Rodrigues, autor do livro “Portugal na Bancarrota: cinco séculos de história da dívida soberana portuguesa”. Em entrevista ao...

Douro, há muito tempo para sempre

0
Chamar artéria ao Douro nem sequer será justo, pois que o rio, com os tributários que tanto nos trazem, é mais o coração do norte de Portugal do que outra coisa qualquer

Leituras à sombra

Rede Sociais

4,149FansCurti