Contra as políticas dissonantes

0
Sensibilizar para a incoerência das políticas nacionais e europeias para o Desenvolvimento e propor alternativas de acção, contribuindo para a erradicação da pobreza, é...

Sozinhos na multidão

0
Para a investigadora do MIT que, há três décadas, estuda as interacções entre tecnologia e humanos, o optimismo que se vivia na década de...

Ser exemplo…

0
Enquanto andamos entretidos com temas de curto prazo (ajuda externa, divida pública, eleições, deficit), alguns colaterais, outros verdadeiramente centrais, porque não fazemos, antes, uma...

Economia Social combate desemprego

0
Já está em funções o Conselho Nacional da Economia Social, órgão de avaliação e acompanhamento que visa desenvolver o sector com novas medidas políticas...

MadeIn Portugal no mundo

Micro ventures de trabalho voluntário para capacitação de desempregados, aldeias eco-sustentáveis para combate ao envelhecimento e à desertificação, um Banco do Trabalhador com ofertas...

Voluntariado de proximidade

0
“Quem quer fazer arranja maneira, quem não quer arranja desculpas””. É com este lema que a presidente do Ano Europeu do Voluntariado, Fernanda Freitas,...

2011: o ano do pânico e do humanismo

0
O ano de 2011 será o ano dos pânicos e dos desesperos. Mas é preciso ter calma. Existirão ajustamentos necessários, a par de hipocrisias...

Id(e)iotas ou talvez não

0
A criação de uma CIA global, o acesso à educação para todas as crianças do mundo, um xerife para policiar o doping desportivo ou...

Uma oportunidade para a coesão social

0
Em 2011 os europeus vão ser chamados a participar activamente em acções de cidadania. Em todos os 27 Estados-membros, conferências, exposições, digressões e iniciativas...

Anatomia do protesto

Ter uma vida melhor. Esta é a aspiração comum a todos os que, ao longo de 2011, manifestaram, de formas diversas, os seus protestos...

“Layoff evitou o desemprego massivo”, diz ministra do Trabalho

0
“Esta crise também demonstrou de forma evidente que ninguém estava preparado para o momento que vivemos e que muitas pessoas estavam completamente fora do sistema, com a pandemia a afectar mais violentamente as relações laborais mais frágeis”

Rede Sociais

4,117FansCurti