Como seria a produtividade se as empresas pagassem a horas?

Uma economia onde apenas 16% das empresas pagam no prazo acordado é uma economia “gravemente doente”, que cria desconfiança entre os agentes económicos e...

Match Point

0
É quase uma contradição: para que tenhamos uma ética que sobreviva à passagem dos líderes, temos de ter líderes que preparem as pessoas para...

Que riscos e ameaças podem marcar 2018?

0
Segundo uma sondagem do Fórum Económico Mundial, as alterações climáticas e eventuais confrontos entre grandes potências são os principais riscos este ano POR RENASCENÇA Os eventos...

A gestão nas instituições sociais em Portugal

0
Nos últimos meses, primeiro com o caso da Cáritas e mais recentemente com a Raríssimas e outras entidades, tem-se assistido ao que parece ser...

Objectivo último: o respeito pela dignidade humana

O assédio sexual e moral no trabalho, enquanto práticas discriminatórias, privam as vítimas, maioritariamente mulheres, dos seus direitos laborais e do seu valor enquanto...

“Partia-te as trombas”

0
Acredito que naquele momento o Rodrigo se sentiu a mãe a quem tinham acabado de tirar o filho, lhe doeram as pernas dela que...

“Governança consciente: Quando as regras não bastam”

Este será o tema em destaque na 18ª edição do maior congresso brasileiro sobre corporate governance, organizado pelo IBCG, a realizar na próxima semana,...

Trazer para Lisboa inovações sociais internacionais

0
Durante três dias, a Câmara Municipal de Lisboa trouxe a Portugal empreendedores sociais de diferentes países que vieram apresentar inovações sociais com provas dadas...

O trabalho com significado e o rendimento básico universal

0
Se pudéssemos prover um determinado rendimento que cobrisse as necessidades pessoais e familiares e uma quantidade decente de lazer para estratos sociais alargados de...

Muitas perguntas, poucas respostas, nenhum lugar para dizer o que queremos

0
A humanidade depara-se hoje com um vasto leque de questões éticas de grande complexidade e impacto para o nosso futuro. Quem é que lhes...

Os 50 anos da Doutrina de Friedman e o propósito em...

0
Apesar das críticas ao ensaio de Friedman, há uma verdade inconveniente que continua a persistir para todos os que procuram uma versão mais “suave” do capitalismo: a de que se uma empresa não está a obter lucros para os accionistas, é muito difícil cuidar dos seus outros constituintes

Rede Sociais

4,156FansCurti