Responsabilidade climática para as empresas: uma nova visão pós-COP26

“Salvar o planeta não é uma competição, mas um imperativo. Se chegarmos à meta, todos ganhamos. É, por isso, fácil de entender que se não chegarmos lá, todos perdemos”

COP26: ou vai ou racha?

“Só o sentimento de urgência e um compromisso para alinhar ciência e política podem salvar a COP26”

Climes to Go – A Race For Our Planet

0
“Salvar o planeta não é uma competição, mas um imperativo. Se chegarmos à meta, todos ganhamos. É, por isso, fácil de entender que se não chegarmos lá, todos perdemos”

Não há vacina para a crise climática

0
“Este é um código vermelho para a humanidade”

Ad Astra que se faz tarde

0
Bezos, Branson e Musk, por serem super-mega-ultra, sabem coisas que nós ainda não sabemos e receberam uma cartinha do futuro com indicação de expiração...

Humanos Vs. Desumanos: a essência de quem queremos ser

0
“É tempo de termos a coragem de assumir que a Covid nos deu a abertura de espírito para mudar a forma de fazer e de viver. Temos de aproveitar esta oportunidade para ganharmos força e seguir o que Adam Smith defendia: sentir prazer com a felicidade dos outros”

Lei Europeia de Clima, Cimeira de Biden: teremos entrado num ciclo virtuoso?

“O sucesso da Lei Europeia do Clima e sobretudo a constatação da necessidade de um novo modelo institucional de governação climática não poderá deixar de se refletir na arquitetura que será desenhada nacionalmente”

Plano de Recuperação e Resiliência – participar para quê?

“A análise global do PRR, quando aplicada à dimensão climática, deixa-nos de certa forma constrangidos. Se pensarmos que toda a União Europeia erigiu para si o propósito de um novo Pacto Ecológico Europeu como elemento central da sua resposta política à pandemia, constata-se que falta muita ‘transição climática’ neste Plano”

O mundo VUCA está obsoleto. Para o caos, nasceu um novo acrónimo: BANI

“Os métodos que temos desenvolvido ao longo dos anos para reconhecer e responder às perturbações comuns parecem cada vez mais dolorosamente inadequados quando o mundo parece estar a desmoronar-se. E é difícil ver o quadro geral quando tudo insiste em colorir fora das linhas”

2021: ou o mundo abraça o multilateralismo ou o resultado será um desastre

Da cooperação entre os países - ou da falta dela – dependerá, em muito, a próxima década

Estado da ética nas empresas portuguesas: (ainda) é complicado

0
“Portugal cresce em todos os indicadores – nomeadamente nos mecanismos de SpeakUp, no aconselhamento e na formação – mas continua a posicionar-se abaixo da média dos 13 países inquiridos”

Rede Sociais

4,149FansCurti