“É claro que o país não está ‘em moratória’”, defende Paulo Macedo

0
“Uma forma de contribuirmos para sair desta crise é sermos uma liderança que corresponda ao que as pessoas sentem neste momento”

Gestores e empresários olham para o futuro com pessimismo

0
Com o país a viver momentos catastróficos, não é de admirar que um clima de derrotismo generalizado se instale em toda a sociedade. E...

“Os desafios da Encíclica Fratelli Tutti”

0
“Para responder à pergunta quem é o meu próximo?, será preciso percorrer, tanto a via curta dos encontros pessoais, como a via longa das mediações institucionais. Como verdade da intenção e do acto de se fazer próximo está a caridade”. As palavras são do P. José Frazão Correia sj e deram o mote à mais recente conferência da ACEGE, dedicada aos “desafios da encíclica Fratelli Tutti”.

O impacto dos pagamentos atrasados na economia

Toda a relação empresarial deve assentar no respeito pelos compromissos assumidos. O respeito pelos prazos de pagamento acordados é tão importante como qualquer outro...

Estado volta a atrasar pagamentos a fornecedores

Dívidas regressam a valores de Janeiro 2020

Crise pandémica reforça urgência de pagamento a horas

É essencial, especialmente em situações de crise, reafirmar que pagar a horas é um instrumento central para ajudar a manter a liquidez das empresas e, desta forma, garantir a sua sobrevivência

D. José Ornelas: “Se a fome é de todos, também o pão tem de...

0
“Uma sociedade moderna não se pode dar ao luxo de ter grupos de miséria no seu contexto” e tendo em conta a noção do barco onde estamos “ou nos salvamos todos ou o barco vai ao fundo”

De Lisboa para Assis – a preparar uma nova economia

A ACEGE Next iniciou, no passado mês de Junho, o 2º módulo da Economia de Francisco, onde mensalmente cerca de 40 participantes se juntam virtualmente para aprofundar os 12 temas propostos para o evento com o mesmo nome a ter lugar na cidade italiana de Assis

“Se esta é a maior crise que já vimos, não tem de ser a...

“Se no início a questão era a da liquidez, porque não havia transacções durante o confinamento, nesta segunda fase o problema passa a chamar-se solvibilidade, ou “o peso da dívida que vai ser arrastado por empresas perfeitamente saudáveis e que podem até morrer”

“Está provado que conseguimos dar a volta quando é preciso”, garante a líder do...

0
“É possível gerir empresas com responsabilidade social, cuidar do ambiente e gerar lucro”, garante Isabel Furtado, administradora executiva do Grupo TMG

Estado da ética nas empresas portuguesas: (ainda) é complicado

0
“Portugal cresce em todos os indicadores – nomeadamente nos mecanismos de SpeakUp, no aconselhamento e na formação – mas continua a posicionar-se abaixo da média dos 13 países inquiridos”

Rede Sociais

4,149FansCurti