O mundo VUCA está obsoleto. Para o caos, nasceu um novo acrónimo: BANI

“Os métodos que temos desenvolvido ao longo dos anos para reconhecer e responder às perturbações comuns parecem cada vez mais dolorosamente inadequados quando o mundo parece estar a desmoronar-se. E é difícil ver o quadro geral quando tudo insiste em colorir fora das linhas”

“O vírus da desigualdade”: ricos mais ricos, pobres mais pobres

0
“O aumento da riqueza combinada dos 10 multimilionários mais ricos do planeta seria mais do que suficiente para evitar que qualquer pessoa no mundo caísse na pobreza por causa do coronavírus, ao mesmo tempo que chegaria para pagar uma vacina Covid-19 a toda a população mundial”

Recrutamento inclusivo – uma questão de Direitos Humanos

0
“No GRACE, acreditamos que só as empresas que não se refugiarem na pandemia para deixarem de promover a igualdade de oportunidades e de valorizar as competências e talentos de todos os colaboradores, ainda que portadores se deficiência, terão um lugar cimeiro no ecossistema empresarial a médio e longo prazo”

Coronababy, um sinal de esperança!

0
“Se uma nova vida traz esperança ao mundo, que tipo de esperança tem o mundo para retribuir a uma criança que nasce num contexto tão adverso? A geração que agora nasce pode esperar um mundo melhor?”

“Tirem-nos desta série”

0
“A massificação do teletrabalho tem servido para se fazer uma distinção clara entre os empregadores que têm boas políticas de gestão e bem-estar e os que não as têm”

1507 empresas renovam compromisso de pagar a horas

“A renovação simbólica deste compromisso faz-nos acreditar que da transformação decorrente deste ‘contrato’ é possível alterar a cultura do atraso sistemático nos pagamentos tão enraizada entre os líderes portugueses”

Atrasos nos pagamentos, pandemia e os novos riscos

“Os setores mais expostos aos impactos da pandemia são os que estão a aumentar mais significativamente os dias de atraso nos pagamentos aos seus fornecedores”

Só 3% das grandes empresas pagam a horas

0
Pagar a horas podia ser uma espécie de bazuca europeia de efeitos constantes na liquidez das empresas portuguesas. Mas o Estado continua a reter...

Uma economia onde apenas 16% das organizações pagam a horas está “gravemente doente”

“Como podemos motivar um líder a pagar no prazo acordado?”

“É claro que o país não está ‘em moratória’”, defende Paulo Macedo

0
“Uma forma de contribuirmos para sair desta crise é sermos uma liderança que corresponda ao que as pessoas sentem neste momento”

“Humanocracia” pretende revolucionar o mundo da gestão

0
“Numa burocracia, são as pessoas que são os instrumentos, são elas os ‘recursos’ que são empregues pela organização para criar produtos e serviços. Numa humanocracia, a relação é invertida: é a organização que é o instrumento”

Rede Sociais

4,151FansCurti