E depois da pandemia, como será o teletrabalho?

0
“É crucial que as empresas unam os seus esforços, não só para garantir a continuidade dos seus negócios mas, acima de tudo, para investir na reorganização e capacitação interna dos seus recursos”

Aprendizagem por “imersão”

“Para o neuroeconomista Paul Zac, a imersão é o estado neurológico produzido quando alguém está atento a uma experiência e é gerada ressonância emocional. É por isso que um grande professor pode mudar o caminho académico de um aluno. A imersão é o motivo pelo qual uma boa formação pode ser recordada durante toda a vida”

Gelados artesanais que contém um alto teor de fraternidade e gratidão

“Há muitas formas de aderir a este bom projecto, fazendo crescer a ajuda que chega a tantas pessoas. E podem ser utilizadas tanto a nível empresarial como pessoal”

Recrutamento inclusivo – uma questão de Direitos Humanos

0
“No GRACE, acreditamos que só as empresas que não se refugiarem na pandemia para deixarem de promover a igualdade de oportunidades e de valorizar as competências e talentos de todos os colaboradores, ainda que portadores se deficiência, terão um lugar cimeiro no ecossistema empresarial a médio e longo prazo”

Coronababy, um sinal de esperança!

0
“Se uma nova vida traz esperança ao mundo, que tipo de esperança tem o mundo para retribuir a uma criança que nasce num contexto tão adverso? A geração que agora nasce pode esperar um mundo melhor?”

Nada abalou o compromisso com a nossa Missão de Salvar e Prolongar Vidas

“Na Baxter, temos demonstrado uma capacidade notável de adaptação e resiliência, o que nos permitiu continuar a levar por diante o nosso trabalho e entregar valor aos nossos doentes e parceiros”

A ver se tudo isto passa, para voltarmos todos a querer ir aonde não...

0
“Sentimos as pessoas mais sobrecarregadas e, em alguns casos, desesperançadas, ansiosas que este pesadelo passe. Mas também há casos positivos”

Tivemos de ser criativos, resilientes e trabalhar, ainda mais e melhor, em conjunto

0
“Volvidos mais de dez meses do início da pandemia no nosso país, o cansaço, a incerteza e as dificuldades adensam-se”

Estamos constantemente a inovar para superar as dificuldades que diariamente surgem

0
“A pandemia sujeitou muitas pessoas a um período de stress ainda maior: trabalhar remotamente, por vezes, leva a que se trabalhem mais horas, sendo mais difícil ‘desligar’”

Uma economia onde apenas 16% das organizações pagam a horas está “gravemente doente”

“Como podemos motivar um líder a pagar no prazo acordado?”

Trabalho remoto: vantagens, riscos e desafios

0
Arménio Rego e Miguel Pina e Cunha foram os professores convidados a partilhar o que já se sabe e se aprendeu sobre a experiência massiva de trabalho remoto a que temos estado sujeitos

Rede Sociais

4,152FansCurti