Futuro das profissões: o que eles vão ser quando forem grandes

“Os sistemas cada vez mais capazes irão provocar transformações no trabalho que se assemelharão ao impacto da industrialização nos ofícios tradicionais”

Entrevista com o robot

À medida que a revolução tecnológica avança e o número de candidaturas a emprego aumenta significativamente, os empregadores estão crescentemente a remover os humanos dos processos de selecção e recrutamento, confiando cada vez mais nas máquinas para o fazer.

Sangue novo ou a voz da experiência?

Estudo comprova que os empreendedores mais bem-sucedidos são de “meia-idade” e não jovens

Quem decide? Nós ou os algoritmos?

Quando opta por ver uma série no Netflix, comprar um livro na Amazon, ir ao restaurante X ou ouvir uma nova música no Spotify,...

Inteligência Artificial pode ser força para o bem

Os mais recentes avanços na inteligência artificial oferecem múltiplos benefícios às organizações “orientadas por uma missão” e poderão revolucionar o seu trabalho. Todavia, a...

Que web (não) queremos, 30 anos depois?

Assinalou-se, a 12 de Março último, 30 anos passados sobre a entrega do documento em que Tim Berners-Lee propunha um sistema de gestão de...

Intrapreneurs: os sonhadores que executam e que vivem na empresa

Apesar de os resultados não serem ainda animadores, existem já muitas empresas que estão a investir fortemente em novos modelos de negócio que têm...

Transformar os refugiados em empreendedores

A Refugee Investment Network foi criada em 2018 com o objectivo de analisar as várias questões sociais e económicas que afectam os refugiados e...

A Sociedade 5.0 e a co-criação do futuro

Tem como base as tecnologias mais avançadas, mas terá o ser humano no seu centro. Promete a criação de novo valor através da inovação...

Capitais frescos para projectos inovadores

Reforçar o ecossistema de capitais próprios português é o propósito dos dois novos fundos destinados a fazer crescer as PME nacionais, lançados na Web...

PARCEIROS

parceiros ver

Rede Sociais

4,059FansCurti

Riscos globais: turbulência é o novo normal

De uma forma geral, a economia global está a confrontar-se com um “abrandamento sincronizado”, os cinco últimos anos foram os mais quentes desde que há registos e espera-se que os ciberataques aumentem este ano

Privacy Preference Center

Necessary

Este site usa cookies para fornecer uma melhor experiência de navegação.

Cookies essenciais. Podemos usar cookies essenciais para autenticar usuários e impedir o uso fraudulento de contas de utilizadores.