Davos lança manifesto sobre propósito universal das empresas

“É cada vez mais visível o facto de executivos e investidores terem começado a reconhecer que o seu sucesso de longo prazo está intimamente relacionado com o sucesso dos seus clientes, empregados e fornecedores”

Nas listas dos mais vendidos em 2019

Entre as variadíssimas listas que elegem os “melhores livros do ano”, o VER escolheu cinco obras sobre temáticas tão diversas como a era digital, a gestão, o futuro das novas gerações, a generosidade e a economia

“Pode abater-se um ‘tsunami’ sobre as empresas que não compreenderem que...

Parece-me indiscutível que o movimento B Corp leva as empresas nele envolvidas a criar mais valor social e ambiental, sem perda ou diminuição de retorno financeiro

Geração mais nova de licenciados quer estudar ética

É possível afirmar que este interesse crescente na ética é, certamente, um reconhecimento da realidade em que vivemos

“Nem tudo o que é enfrentado pode ser curado, mas nada...

“O propósito das empresas neste momento, e mais do que nunca, terá de ser o de aliviar o sofrimento e aumentar a satisfação servindo as necessidades de todos os stakeholders, incluindo empregados, clientes, comunidades e o ambiente”

Quão emocionalmente inteligente é a sua empresa?

O domínio das competências de inteligência emocional torna-se cada vez mais crítico, particularmente para os que se encontram na linha da frente das empresas e que tomam decisões que podem ter um impacto sério na reputação da marca e na relação com os clientes

A agilidade é a nova moeda dos negócios

Os modelos de negócios que resistiram ao longo de décadas estão agora sob ameaça enquanto resultado da disrupção digital e as equipas de liderança têm de reconhecer que abraçar a incerteza e ter a coragem de tomar decisões ousadas representa o novo normal

Narrativa “trabalho-família” só serve para reforçar o status quo?

“Apesar de os homens parecerem sofrer pelo menos tanto como as mulheres com o conflito trabalho-família, não sofrem custos de carreira tão elevados”

Quem é João Bento, o CEO dos CTT?

“O que interessa verdadeiramente é ter um quadro moral sólido, de princípios inabaláveis, em conjunto com linhas vermelhas que não podemos ultrapassar”

Do telhado de vidro para o primeiro degrau

Muito antes de as mulheres se preocuparem em quebrar o vidro que as impede de subir mais alto nas suas ambições, passar do primeiro degrau da escada da gestão assume-se como o primeiro grande obstáculo a ser ultrapassado.

PARCEIROS

parceiros ver

Rede Sociais

4,058FansCurti

Luis Cabral: “A justiça social vai muito para além da criação...

“O Estado Social do Século XX — em Portugal e em muitos outros países — encontra-se em situação de ruptura. Tudo isto aponta para a necessidade urgente de um novo modelo de solidariedade”