Mas afinal o que é isso da felicidade nas empresas?

0
É da responsabilidade das empresas garantir que os empregados sejam felizes no trabalho?

Pensar estrategicamente a felicidade organizacional tem impacto direto na rentabilidade

0
Os resultados mostram que os profissionais se sentem mais felizes a trabalhar desde casa e existem razões que o justificam

Diferentes gerações manifestam aspirações distintas no regresso ao escritório

0
As gerações constituem uma forma fiável de analisar a força de trabalho, gerir pessoas e planear o futuro

Cultura organizacional foi protagonista na pandemia – e deverá continuar a...

0
À medida que mais organizações se orientam para um modelo de trabalho híbrido, será exercida uma pressão ainda maior sobre certos aspectos da cultura organizacional

TPC para Setembro: convergência entre tecnologia, empresas e o futuro centrado...

0
“É preciso não esquecer que a utilização bem-sucedida da tecnologia para um negócio resiliente centrado no ser humano requer precisão, clareza, empatia e equilíbrio”

Direito a desligar é uma prioridade ainda “pouco prioritária”

0
“A expectativa crescente de que os trabalhadores estejam contactáveis a qualquer momento pode afectar negativamente os seus direitos fundamentais, o equilíbrio entre a sua vida privada e a sua vida profissional, bem como a sua saúde e bem-estar físicos e mentais”

Na EDP, empatia e tolerância serão as palavras-chave para o futuro...

0
“A ideia é querermos sempre sensibilizar as nossas pessoas e as nossas equipas para a importância de cuidarem de si, de olharem para si, e isso é algo que deve permanecer no tempo, porque se as pessoas estiverem bem, vão dar também o seu melhor”

O que irá significar, no pós-pandemia, a expressão “ir para o...

0
“A pandemia serviu de “kick-off” forçado para muitas empresas tirarem da gaveta projectos de teletrabalho, talvez até já pensados, mas há muito em repouso, carregados de entraves e dificuldades de implementação”

O menu do dia

0
“Vale a pena também ‘saborear’ esta sobremesa do Direito à desconexão. Faz todo o sentido, mas será morosa a mudança de hábitos e mentalidades”

“A pandemia permitiu-nos vislumbrar os desafios da automação no futuro”

0
“Mesmo que exista uma gigantesca incerteza sobre o futuro e sobre quais as competências e capacidades que mais valiosas serão para o acolhermos, a melhor resposta a essa incerteza é a flexibilidade”

PARCEIROS

parceiros ver

Rede Sociais

4,149FansCurti

Talvez sempre

0
“Se a comunicação, o trabalho, a cultura, a pandemia são hoje fenómenos globais, uma sociedade do cuidado também o pode ser” “A obra ‘A Sociedade do Cuidado – Cuidar do outro, de si e do mundo no século XXI’ é sobre a diferença no mundo entre cuidar e passar ao largo”