É muito mais cómodo não discutir questões de ética e de valores

0
Michael J. Sandel, professor de Filosofia em Harvard, esteve em Lisboa para falar sobre o divórcio existente entre ética e valores e a política

Os jovens e a Ética

“Num mundo de fakenews que se transformam em faketruths, a Verdade surge muitas vezes enevoada, difícil de ser descoberta e entendida”

A ética católica e o espírito do trabalho

0
De 25 a 27 de junho de 2020, Lisboa recebe um congresso internacional sobre “The Future of Work: Human Dignity in an Era of Globalization and Autonomous Technology”, organizado pelo John A. Ryan Institute, da University of St. Thomas (Minnesota) e pela AESE Business School

Onde está o teu irmão? Reagir à indiferença com um novo sonho de fraternidade

0
Sair de si para encontrar e se encontrar com os outros, os outros apreciados por aquilo que são, é por aqui o caminho de conversão e de reforma de vida, de estilo de vida, não só pessoal, mas também dos grupos e das instituições

Decisões éticas em tempos de crise

0
“A eficácia moral é a convicção na nossa capacidade de agir eticamente e de induzir os outros a fazê-lo em face da adversidade”

“O vírus da desigualdade”: ricos mais ricos, pobres mais pobres

0
“O aumento da riqueza combinada dos 10 multimilionários mais ricos do planeta seria mais do que suficiente para evitar que qualquer pessoa no mundo caísse na pobreza por causa do coronavírus, ao mesmo tempo que chegaria para pagar uma vacina Covid-19 a toda a população mundial”

Ética: mais do que uma nota de pé de página

0
“No centro da ética figura o princípio de fazer o bem. E evitar agir erradamente é a consequência deste princípio básico. Assim, o que é realmente importante é fazer o bem e não evitar fazer o mal”

Onde está a equidade?

Relato de uma reflexão do Fórum de Ética da Católica Porto Business School

Desenhar a ética como quem desenha uma marca

A ética continua a ter uma comunicação factual baseada na racionalidade e que não atinge o objetivo de envolver as pessoas. E isso tem de mudar

WhistleBlowing ou SpeakUp?

0
“Ninguém se tem que sentir ‘herói’ para reportar. Reportar terá que ser encarado como um comportamento natural, desejável e até como uma forma de demonstrar respeito por todos os que fazem parte da organização”