“Não tenho inimigos, não conheço o ódio”

Assim proferiu Liu Xiaobo, durante o seu julgamento por “incitamento à subversão do poder do Estado”, em 2009. Para as autoridades da China, o...

Os direitos das crianças partem com elas

0
Quando uma criança é obrigada a partir, os seus direitos emigram com ela. Mas as fronteiras da protecção são ténues e, perante um número...

O regresso dos “líderes fortes” e das vozes da intolerância

Da fragilização da democracia ao fortalecimento da autocracia. Dos movimentos populistas em ascensão aos líderes de braços cruzados que esperam que os ventos amainem....

A evolução das espécies ou nem por isso

Tão evoluídos que somos, tão civilizados que parecemos, tão inovadores e progressistas nos consideramos e nunca a espécie humana atingiu feitos tão disruptivos como...

Se as raparigas contam, contem com elas

0
É com o objectivo de fazer chegar o ensino a um maior número de raparigas, em todo o mundo, que o Malala Fund lançou...

Desigualdade gera ciclos de desvantagem intergeracional

0
Sem a adopção urgente de medidas que combatam as crescentes desigualdades na infância, dezenas de milhões de crianças que vivem em contextos geográficos marcados...

“Humanocracia” pretende revolucionar o mundo da gestão

0
“Numa burocracia, são as pessoas que são os instrumentos, são elas os ‘recursos’ que são empregues pela organização para criar produtos e serviços. Numa humanocracia, a relação é invertida: é a organização que é o instrumento”

Rede Sociais

4,151FansCurti