Poverty Stoplight: transformar a realidade dos trabalhadores, mas também a da empresa

1
“Cada pessoa tem o potencial de ser um agente da sua própria melhoria”

A insustentável pobreza sem nome e sem rosto

0
“Vivemos rodeados por focos de pobreza que se cruzam connosco, na rua, nas empresas, nos vizinhos. Há certamente algo que nos diz respeito e que está ao nosso alcance fazer”

SEMÁFORO: que impacto pode ter nas organizações e pessoas?

0
“O programa SEMÁFORO só poderá ser implementado em empresas que aceitem o desafio de serem elas próprias protagonistas da transformação da realidade socioeconómica portuguesa”

SEMÁFORO: uma inovadora ferramenta de responsabilidade social

“A pobreza não é só económica mas, e como preconiza o SEMÁFORO, deve ser considerada em termos holísticos”

O impacto do trabalho em rede no combate à pobreza

“A insuficiência de recursos económicos, mesmo após as transferências sociais, origina privação material a vários níveis, o que por si só contribui para a perpetuação do ciclo de pobreza no agregado familiar”

SEMÁFORO: ouvir bem para agir bem

0
“Um dos grandes desafios que a organizações sociais enfrentam é identificar e ajudar aqueles que precisam e que não têm ‘aspecto’ de necessitados”

A ética tem de ser o “coração” do sistema de gestão

0
A nova Provedora de Ética da EDP, Manuela Silva, partilha os seus planos de continuidade e aperfeiçoamento da cultura de ética da multinacional portuguesa

A razão de ser da empresa na era do capitalismo defeituoso (II)

0
É urgente um novo modelo de empresa para o século XXI, o qual se afaste da preocupação com o lucro e se aproxime da promoção dos propósitos corporativos

A ideia da maximização do lucro está fundamentalmente errada (I)

0
É crucial reinventar a empresa em torno de três noções: propósito, credibilidade e cultura

“Aprender ou morrer” é imperativo nas organizações

0
À medida que as organizações repensam os seus modelos de negócio – redesenhando o trabalho para potenciar o poder da tecnologia e se ajustarem...

Estado da ética nas empresas portuguesas: (ainda) é complicado

0
“Portugal cresce em todos os indicadores – nomeadamente nos mecanismos de SpeakUp, no aconselhamento e na formação – mas continua a posicionar-se abaixo da média dos 13 países inquiridos”

Rede Sociais

4,149FansCurti