O que significa, realmente, viver o negócio como uma nobre vocação?

Para um conjunto de oradores que estarão presentes no Congresso Mundial da UNIAPAC em Lisboa significa, e em comum para todos, contribuir de forma...

Entre a retórica e a prática das políticas de desenvolvimento

No balanço final do Coerência.pt que, entre outras iniciativas, produziu cinco estudos temáticos que alertam para a emergência de políticas mais coerentes com os...

“A partilha de valor não é independente da criação de valor”

Quem o afirma é Cécile Renouard, professora de Ética Social e Filosofia Política e crítica feroz da lógica predatória de acumulação de riqueza por...

As seguradoras também têm um propósito nobre

Denis Duverne é o presidente do Conselho de Administração do grupo segurador AXA, fundado em França em 1816, actualmente presente em 62 países, e...

Capitalismo consciente é curar e servir em vez de usar e extrair

Antes de enunciar os princípios do capitalismo na sua famosa obra A Riqueza das Nações, Adam Smith tinha já dedicado um livro, o seu...

O todo é maior que a soma das partes

Na Accenture a área de Inclusão e Diversidade assenta no princípio de que o todo é maior que a soma das partes. Em entrevista,...

“O século XXI precisa de um novo Humanismo”

O currículo de Stefano Zamagni é demasiado extenso para ser aqui publicado, mas ao se ler esta entrevista - que antes parece um ensaio...

“Para quê ter poder se não o usarmos para o bem?”

Para o antigo vice-presidente da Walgreens, J. Randolph Lewis, são demasiadas as vezes em que subjugamos os nossos valores e lealdade em troca de...

A mulher que encontrou a coragem na adversidade

Amina Laraki-Slaoui é uma das oradoras que estará presente no XXVI Congresso Mundial da UNIAPAC, que se realizará em Lisboa. A história de Amina...

A doutrina social da Igreja pode ser muito útil na política, nos negócios e...

No seguimento do lançamento, na AESE Business School, do Manual da Doutrina Social da Igreja, coordenado pelo Monsenhor Martin Schlag e que apresenta uma...

Competitividade global: como recuperar a década perdida

O Relatório de Competitividade Global coloca Portugal na 34ª posição em 141 economias avaliadas e alerta para a necessidade de se recuperar o crescimento estagnado ao longo da última década tendo em conta factores de inclusão e sustentabilidade

Rede Sociais

4,061FansCurti