Poderá a Finança servir o Homem e o bem da nossa Casa Comum?

Recorrentemente o mundo da Finança fracassa ao não se tornar acessível e ao não se humanizar

A transição para um modelo de negócio centrado em criar valor significativo

Nos dias de hoje, independente do seu tamanho ou do sector em que se inserem, todas as empresas têm uma grande parte do seu relatório anual de actividades dedicado à sustentabilidade social e ambiental

Vocação e Lucro e novas políticas para a Felicidade

O lucro deve ser reposicionado no seio das empresas, deixando de constituir o objetivo último e ser antes utilizado como uma métrica de crescimento para a concretização de um verdadeiro propósito na sociedade

Dia 2: Conjugar, de diversas formas, o verbo “cuidar”

“Não queremos voltar ao tempo antes da pandemia; temos de parar para pensar e construir um mundo melhor do que aquele em que vivemos”

“Ou fazem parte dos lugares onde o futuro é gerado ou a História passar-vos-á...

“Vós não podeis permanecer fora dos centros que estão a moldar não só o vosso futuro mas, e estou convencido, o vosso presente”

De Lisboa para Assis – a preparar uma nova economia

A ACEGE Next iniciou, no passado mês de Junho, o 2º módulo da Economia de Francisco, onde mensalmente cerca de 40 participantes se juntam virtualmente para aprofundar os 12 temas propostos para o evento com o mesmo nome a ter lugar na cidade italiana de Assis

Dia 1: Tempo para exercitar um novo olhar

“Precisamos de esperança, pois só a esperança abre sentido de possibilidade e nos desafia a olhar o mundo pela primeira vez”

A Economia de Francisco — Três atitudes espirituais

0
“Procurar o bem no mundo, reconhecê-lo, dar graças e louvar a Deus é a primeira atitude que fundamenta a Economia de Francisco”

Empresas que cuidam dos seus e dão lucro: o exemplo da Bluepharma e do...

0
É essencial que a procura do lucro se faça acompanhar por cuidados e gestos para com os outros

Da etiologia das desigualdades a um sistema económico inclusivo e sem vítimas

O objetivo da aldeia “CO2 de desigualdades” é sucinto, mas longe de ser simples: construir uma economia que seja regenerativa e inclusiva “por design”

Miguel Stilwell: A transição energética é um desígnio para a EDP

0
“Prezo muito a humildade, a capacidade de ouvir, de ter as melhores pessoas possíveis à volta - e que sejam melhores do que eu -, sem esquecer o que é fundamental para a própria EDP: a humildade, a justiça, a ética e a capacidade de fazer o bem”

Gratidão

Rede Sociais

4,150FansCurti