Depois da quarentena, o novo normal

0
Quinzena após quinzena foi sendo reposta a quarentena e imposto o estado de emergência, mas do plano de saída pouco se sabe. Países como a Áustria e a Noruega já planearam a saída dos estados de emergência e anunciaram a lógica com que os elaboraram. Portugal já deveria ter feito o mesmo

Reafirmar o Propósito

0
Em Portugal, as organizações, não conseguiram, do Estado, soluções rápidas e ágeis às suas necessidades, existindo diversas barreiras na efetividade prática das medidas apresentadas

Comunicação interna mantém próximos os que estão distantes

0
No geral, existe uma saudável adequação por parte dos trabalhadores que se encontram em regime de teletrabalho, mesmo que confrontados com novos desafios e ainda sem data prevista de regresso à normalidade

Socorro, não conseguimos ser super-pais e super-trabalhadores em simultâneo

0
A vida não está fácil para ninguém, mas dêem graças aqueles que podem continuar a trabalhar sem terem de se preocupar com as aulas à distância dos filhos, com refeições a horas certas para preparar, com miúdos pequenos para entreter, com banhos para dar, histórias para contar e, sobretudo, com o medo de falhar enquanto pais e profissionais

Quando o suporte colapsa

0
“Muitas organizações sociais não têm reservas financeiras que permitam aguentar o impacto de um evento catastrófico. Isso quer dizer que meses de financiamento reduzido atirarão para o desemprego muitas pessoas e ditarão o fim de algumas organizações”

Esta é uma oportunidade de sairmos desta situação em conjunto

0
“Todas as empresas, independentemente da sua dimensão, estão a enfrentar desafios sérios e uma ameaça real de declínio significativo das suas receitas, de insolvência e de perda de postos de trabalho”

Francisco, o Papa que não nos deixa sozinhos

1
“O drama que estamos a atravessar impele-nos a levar a sério o que é sério, a não nos perdermos em coisas de pouco valor; a redescobrir que a vida não serve, se não é para servir. Porque a vida mede-se pelo amor”

A Quaresma vivida em quarentena

0
“O governante cristão, ou o empresário católico, não podem limitar-se a não ser injustos, mas devem promover a justiça social à sua volta”

O mistério da grande fome de 2020

“De longe, o pior desta Páscoa é a fome. Participar nas celebrações à distância é como um faminto ver um filme de um banquete. Isso só aumenta a nossa tremenda ânsia de Eucaristia, aquela horrível fome que sofremos desde meados da Quaresma e se prolonga por dentro do Tempo Pascal”

Páscoa 2020, uma oportunidade para refletir nas relações com colegas

0
“Tal como em outras crises recentes e passadas, os mais pobres e aqueles que já eram mais vulneráveis são aqueles que mais sofrerão. E aqui penso que o Papa nos convida a reconhecer que independentemente do que acontecer nesta crise, todos devemos cultivar uma cultura de dignidade laboral para com todos”

Rede Sociais

4,149FansCurti