A Junior Achievement realiza até 28 de Abril a iniciativa Feira (I)limitada, no âmbito da 9ª edição do Programa A Empresa, onde serão dados a conhecer os projectos criados por jovens empreendedores com idades entre os 15 e os 25 anos. Ao VER, a CEO da JA Portugal explica como “ao gerirem uma mini-empresa real”, os alunos não só aprendem como funcionam as organizações, como desenvolvem competências pessoais (como auto-confiança, sentido de liderança, tomada de decisão e trabalho em equipa) e conceitos de gestão, economia, marketing, competências digitais ou comunicação
POR GABRIELA COSTA

“Os que vencem na vida não são os que ficam em primeiro. São os que lutam até ao fim pelos seus sonhos” – João Pedro Tavares, presidente da Junior Achievement Portugal

O Centro Colombo recebe, a 15 de Abril, a primeira iniciativa da IX edição da Feira (I)limitada, onde serão dados a conhecer os projectos criados por jovens empreendedores do ensino secundário, profissional e progressão de estudos, no âmbito do programa A Empresa, da Junior Achievement (JA Portugal).

[su_youtube url=”https://youtu.be/VCS8Gk8lrFw” height=”320″]
Durante todo um ano lectivo, os alunos fazem brainstorming para chegarem a um conceito inovador, pesquisam e informam-se sobre o mercado e desenvolvem um plano de negócios para, então, procurarem parceiros de negócio e apresentarem-no a potenciais investidores, desenvolvendo, assim, as suas capacidades de apresentação em público e comunicação.

Com o apoio e orientação dos voluntários/consultores das empresas associadas e parceiras da Junior Achievement, o projecto educativo A Empresa promove uma educação sobre conceitos e princípios da economia, empresariais, laborais e digitais, “fundamentais para o futuro académico e profissional destes alunos”.

14042016_50miniEm entrevista ao VER, a CEO da Junior Achievement sublinha que um dos aspectos fundamentais da actuação da organização, “e que está na sua génese, a nível global”, é a “aproximação com o mercado de trabalho, fazendo a ponte entre a teoria e a prática, entre o público e o privado”. Para tanto, toda a actividade desenvolvida “está ligada ao voluntariado empresarial e de competências, que promove uma relação próxima dos cidadãos com a economia social e as organizações”.

No âmbito deste Programa, os jovens têm a oportunidade de perceber o funcionamento real das empresas e as características que precisam de desenvolver para serem alunos e profissionais preparados, informados e motivados: “acreditamos que estes alunos estarão muito mais confiantes e melhor capacitados para entrarem no desafiante mercado de trabalho. Criando empresas ou não, serão muito mais empreendedores, curiosos, responsáveis, organizados, atentos às oportunidades que os rodeiam e seguros do seu potencial”, conclui Erica Nascimento.

Na Feira Ilimitada de Lisboa estarão presentes 250 alunos, provenientes dos distritos de Lisboa, Setúbal, Santarém e de mais 11 Concelhos (Arruda dos Vinhos, Almada, Amadora, Lisboa, Loures, Montijo, Palmela, Santarém, Seixal, Torres Vedras e Vila Franca de Xira). As 50 mini-empresas projectadas por estes jovens irão apresentar os seus negócios e serviços, numa competição onde “estão reunidos alguns dos mais promissores empreendedores da próxima geração”.

Seleccionadas por um grupo de jurados, as melhores equipas das várias edições da Feira (I)limitada de Lisboa são eleitas para a final nacional do programa A Empresa, que distinguirá, em Maio, a melhor mini-empresa nacional do ano lectivo 2015/2016, a qual representará Portugal na JA Europe Company of The Year Competition, em Lucerna, na Suíça.

Que expectativas têm para a final nacional da presente edição do programa A Empresa, relativamente às 50 mini-empresas projectadas ao longo de um ano com o apoio da Junior Achievement, desde a fase de desenho do conceito à da apresentação do plano de negócios?

Erica Nascimento, CEO da Junior Achievement Portugal
Erica Nascimento, CEO da Junior Achievement Portugal

Com o apoio e orientação dos voluntários/consultores das empresas associadas e parceiras da Junior Achievement, este projecto educativo direccionado para ensino secundário, profissional e progressão de estudos, promove uma educação sobre conceitos e princípios da economia, empresariais, laborais e digitais, fundamentais para o futuro académico e profissional destes alunos.

Ao gerirem uma mini-empresa real, os alunos não só aprendem como funcionam as organizações, como desenvolvem competências pessoais como a auto-confiança, o sentido de liderança, a responsabilidade, a tomada de decisão, a resolução de problemas, o trabalho em equipa e a não aversão ao risco. Também aprendem conceitos de gestão, de economia, de marketing, competências digitais ou comunicação.

São avaliados, passam por algumas competições e comprovam o valor real da sua mini-empresa, e os mais bem preparados chegam à Competição Nacional do Programa A Empresa, em Maio. Neste ano lectivo estão a participar no programa 5583 alunos, de 18 distritos de Portugal continental e Madeira.

Qual é a possibilidade de alguns destes jovens empreendedores virem a lançar, efectivamente, as suas start-ups?

O programa A Empresa é um projecto educativo, muito focado nas competências que os jovens adquirem com a sua participação. Todas as nossas iniciativas e programas têm por base um princípio de aprender fazendo, onde os alunos cometem erros, repetem e aprendem com o processo, no ambiente seguro e protegido que são as escolas e universidades.

Estes jovens interagem com a comunidade que os rodeia, e testam as suas ideias em eventos como a Feira Ilimitado. Ainda que protegidos pelo “chapéu” do projecto educativo, colocam as ideias em prática, o que os aproxima muito da realidade do mundo das organizações.

Um dos aspectos fundamentais da nossa actuação, e que está na génese da Junior Achievement, a nível global, é a aproximação com o mercado de trabalho, fazendo a ponte entre a teoria e a prática, entre o público e o privado. A nossa actividade está ligada ao voluntariado empresarial e de competências, que promove uma relação próxima dos cidadãos com a economia social e as organizações.

14042016_50mini3
Qual a relevância do seu espírito inovador e empreendedor para o actual mercado de trabalho?

Estudos europeus indicam que mais de 39% das empresas europeias têm dificuldade em encontrar o candidato ideal para as suas ofertas de emprego. Com milhares de jovens licenciados sem emprego na Europa, é fundamental que se crie a ponte entre as necessidades das empresas e as competências dos nossos jovens.

Que balanço das oito edições da iniciativa Feira (I)Limitada e do Programa A Empresa?

A Feira ilimitada é um evento único, onde podemos encontrar alguns dos mais promissores jovens da futura geração de empreendedores das nossas organizações que, durante um ano lectivo, perceberam o funcionamento das organizações e as características que precisam de desenvolver para serem alunos e profissionais, preparados, informados e motivados.

Acreditamos que estes alunos estarão muito mais confiantes e melhor capacitados para entrarem no desafiante mercado de trabalho. Criando empresas ou não, serão muito mais empreendedores, curiosos, responsáveis, organizados, atentos às oportunidades que os rodeiam e seguros do seu potencial.

Nos últimos anos, temos vindo a desenvolver esforços, junto dos nossos associados e novos parceiros, para levar esta iniciativa para mais localidades – dando a oportunidade a mais alunos, de norte a sul do país, de exporem os seus trabalhos, as suas ideias e serviços ao público geral.


Feira (I)limitada – A Empresa

14042016_50mini4A Junior Achievement Portugal promove, entre 15 e 28 de Abril, várias edições da 9ª Feira (I)limitada, onde dará a conhecer, em conjunto com os demais parceiros do Programa A Empresa, os projectos criados por jovens empreendedores no âmbito desta iniciativa.

Nos eventos, 850 alunos de 18 distritos do país irão apresentar os seus negócios e serviços ao grande público. Neste ano lectivo 2015/2016 têm lugar sete edições da Feira (I)limitada, com a participação de 170 mini-empresas:

. Feira (I)limitada Lisboa | Dia 15 de Abril , Centro Colombo – Lisboa

. Feira (I)limitada Coimbra | Dia 18 de Abril, Coimbra Business School, ISCAC – Coimbra

. Feira (I)limitada Cascais | Dia 19 de Abril, Mercado da Vila Cascais – Cascais

. Feira (I)limitada Vila Real | Dia 20 de Abril, Dolce Vita Douro – Vila Real

. Feira (I)limitada Porto | Dia 22 de Abril, Norteshopping – Matosinhos

. Feira (I)limitada Faro | Dia 26 de Abril, Mercado Municipal de Faro – Faro

. Feira (I)limitada Évora | Dia 28 de Abril, Universidade de Évora – Évora

Seleccionadas por um grupo de jurados, as melhores equipas das várias edições da Feira (I)limitada passam para a final nacional do programa A Empresa, que distinguirá, em Maio, a melhor mini-empresa nacional (Best Overall Company), a qual representará Portugal numa competição internacional de jovens empreendedores europeus (JA Europe Company of The Year Competition), em Lucerna, na Suíça.


Leia também:
Geração digital valoriza autonomia com responsabilidade

Gabriela Costa

Jornalista