A Economia de Impacto é uma nova ordem económica onde a criação de valor para a sociedade passa a assumir um papel fundamental e central enquanto foco das várias organizações que o compõem. E esteve em discussão, num congresso inteiramente devotado ao tema, pela mão do IES-Social Business School e em parceria com a Câmara Municipal de Cascais no passado mês de Junho
POR CARLOS AZEVEDO

“O IES-SBS é uma Escola de Negócios Sociais pioneira a nível mundial que tem como missão inspirar e capacitar pessoas extraordinárias para a resolução de problemas importantes e negligenciados da sociedade através de soluções inovadoras, sustentáveis e escaláveis. Como Social Business School de Portugal para o Mundo, o IES-SBS tem como visão contribuir para a criação de uma Economia de Impacto.”

Nos passados dias 22 e 23 de Junho, em Cascais, o IES-Social Business School (IES-SBS) em parceria com a Câmara Municipal de Cascais, promoveu o primeiro congresso totalmente dedicado à Economia de Impacto – Impact Economy: Breaking Barriers through Social Entrepreneurship – com o objectivo de discutir as diferentes abordagens ao conceito e os modelos pedagógicos que promovam a sua disseminação.

O Empreendedorismo Social está no centro desta Economia de Impacto. A Economia de Impacto é uma nova ordem económica onde a criação de valor para a sociedade passa a assumir um papel fundamental e central enquanto foco das várias organizações que o compõem. Este foco comum, que torna irrelevante a natureza jurídica e esboroa as barreiras artificiais que existem entre organizações dos diferentes sectores, altera as respectivas práticas de gestão (obrigando, por exemplo, a um maior trabalho em rede e à convergência na actuação para potenciar o valor criado para a sociedade), de governance (tornando-as mais transparentes e em sistemas verdadeiramente abertos) e de negócio (promovendo a inovação nos processos, nos produtos, nos serviços e no marketing, assim como na forma de mobilização de recursos subutilizados da sociedade).

O IES-SBS tem como objectivo capacitar agentes de impacto nas suas várias fases do ciclo de vida para que possam o potenciar a criação de valor para a sociedade através da redução e resolução sistemática de problemas importantes, negligenciados, complexos e multidimensionais. Para o efeito, O IES-SBS desenvolveu um modelo de aprendizagem alternativo, descentralizado e assente na inteligência colectiva da sua rede que conta com mais de 3000 alumni espalhados pelo mundo (desde o Reino Unido à Síria, passando pelos EUA e a Tunísia). Este modelo consiste em:

Formação (Formação acompanhada, experiencial e inspiradora em sala de aula): os programas powered by INSEAD e por fase do ciclo de vida – Bootcamp em Empreendedorismo Social para quem tem uma ideia ou um compromisso elevado com a resolução de um problema; Scaling for Impact para iniciativas maduras e que pretendem desenvolver um plano de crescimento e o ISEP (INSEAD Social Entrepreneurship Program) para líderes de iniciativas de impacto em fase de disseminação. Adicionalmente, o IES-SBS promove todos os anos uma edição do MIB (Managing Impact Business) – um programa executivo em gestão de iniciativas de impacto e estruturado por competências;

Acompanhamento (Aprendizagem por observação através de um plano estruturado de mentoria): o acompanhamento é a extensão do processo de aprendizagem iniciado em sala de aula, através de um apoio realizado por mentores IES-SBS que tem como base um diagnóstico preliminar que parte da avaliação dos principais indutores de impacto;

Tribos (Espaços de aprendizagem em comunidade e assentes na interacção entre pares): as Tribos IES-SBS são comunidades vibrantes de aprendizagem que completam todo o percurso de aprendizagem no seio do IES-SBS. Estas comunidades permitem a geração de soluções para os principais desafios das iniciativas de impacto e de quem as gere, recorrendo à inteligência colectiva dos seus membros de uma forma descentralizada (para o local) mas com base em metodologias e conhecimento inovadores e de ponta geradas pela área de conhecimento do IES-SBS.

A construção desta nova ordem económica focada na criação de valor para a sociedade, o desenho de modelos de aprendizagem alternativos para a construção desta visão e a celebração dos principais sucessos desta realidade em Portugal foram os principais temas debatidos no congresso Impact Economy.

A conclusão parece ser cada vez mais consensual: Portugal é um sucesso na construção desta realidade e há exemplos que merecem ser replicados… de Portugal para o Mundo!