Cinco anos. Cinco acções. Mais de 1000 voluntários. A Universidade Europeia assinalou, pelo 5º ano consecutivo, o Dia de Responsabilidade Social. Um dia dedicado ao voluntariado, à espontaneidade de participar em prol de algo. Um dia dedicado ao Ambiente e ao Outro
POR SUSANA MARTINS

Ao longo de cinco edições, este dia já contou com a participação de mais de 1000 voluntário, entre estudantes, professores e elementos do staff, tendo apoiado cinco entidades distintas (Santa Casa da Misericórdia da Amadora, Parque Florestal de Monsanto, Tapada Nacional de Mafra e ICNF – Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, Mata Nacional de Leiria). Foram mais de 30 as entidades parceiras e patrocinadores que, ano após ano, nos têm ajudado a tornar este Dia uma realidade.

Falar em Responsabilidade Social nas Instituições de Ensino Superior é muito mais do que falar em voluntariado e em dias simbólicos como este. Apesar da nossa missão já encerrar um objetivo de responsabilidade social – a educação e a formação de qualidade – aquilo que procuramos é que a responsabilidade social seja uma filosofia de gestão, centrada no Estudante. Talhamos caminhos para que os estudantes tenham, cada vez mais, uma consciência cívica, ambiental e que sejam agentes activos da mudança neste mundo em permanente transformação. Procuramos criar as melhores condições e dar-lhes as ferramentas que lhes permitam ter um olhar crítico na sociedade onde vivem e, ao mesmo tempo, fomentar neles o espírito de entreajuda, de solidariedade e de sentido de pertença em relação às pessoas e às comunidades onde estão inseridos. Responsabilidade social no ensino superior é também falar em inclusão e em diversidade. As universidades, cada vez mais internacionais e globalizadas, têm que estar preparadas para responder às necessidades de ensino diversificado para estudantes multiculturais.

Responsabilidade social no ensino superior é também falar em inclusão e em diversidade. As universidades, cada vez mais internacionais e globalizadas, têm que estar preparadas para responder às necessidades de ensino diversificado para estudantes multiculturais

O Dia da Responsabilidade Social da Universidade Europeia, apesar de simbólico, tem vindo a ganhar grande expressão. Para muitos, esta foi e é a sua primeira experiência de voluntariado que tiveram na vida. A iniciativa já mereceu duas distinções: a primeira foi em 2015, pela APEE – Associação Portuguesa de Ética Empresarial, onde foi reconhecida como uma boa prática de Responsabilidade Social na categoria Voluntariado. Em 2016, foi seleccionada, entre 50 boas práticas, como uma das cinco melhores práticas de Responsabilidade Social do país, pela Comissão Sectorial para a Educação e Formação e pelo Instituto Português da Qualidade.

Este ano, a actividade decorreu nas praias do Estuário do Sado, em colaboração com a Ocean Alive, uma ONG cuja missão é proteger os oceanos, através da mudança de comportamentos, formação e envolvimento das comunidades costeiras locais.

De entre as várias campanhas e projectos promovidos pela Ocean Alive, a campanha “Mariscar SEM Lixo” é aquela que maior adesão e impacto tem provocado na região do Estuário do Sado, sendo uma iniciativa que conta com o suporte institucional da UNESCO e com o patrocínio da Fundação Oceano Azul/ Oceanário de Lisboa. “Mariscar SEM Lixo” tem como objectivo acabar com o mau hábito dos mariscadores em deixar as embalagens de plástico de sal fino na maré, depois de usarem o sal para apanhar lingueirão e casulo.

Para além do Dia da Responsabilidade Social, a Universidade Europeia, o IADE – Universidade Europeia e o IPAM têm colaborado com inúmeras instituições, quer ao nível académico, quer numa lógica de sensibilização para a importância de contribuir para a sociedade e de fazer algo pelos outros. A Comunidade Vida e Paz, o Instituto Português de Oncologia de Lisboa e do Porto, o Instituto Português do Sangue, a Make a Wish, a Refood Carnide e a Dress for Success são apenas alguns exemplos de instituições que ilustram o trabalho voluntário de apoio à comunidade que tem sido realizado pelos nossos estudantes e professores.

As instituições de ensino superior, louvando todas as iniciativas e projectos já desenvolvidos à data, têm ainda um longo caminho a percorrer em matéria de responsabilidade social, que não se pode esgotar no apoio social nem nos dias de voluntariado. Tem que ser mais profundo e exigente do que isso. Temos o papel de educar e de formar cidadãos. A nossa responsabilidade social, moral e ética tem uma responsabilidade acrescida.

O Dia da Responsabilidade Social da Universidade Europeia, do IADE -Universidade Europeia e do IPAM enche-nos de orgulho. As entidades com as quais já colaborámos não têm agradecimentos suficientes e sabemos que, com eles, estamos a construir relações para o futuro, onde a nossa comunidade académica deixou uma marca.

Estes Dias, que marcam a diferença, são um símbolo. Do muito que já foi feito e do muito que há ainda para fazer.